7 dicas de arquitetura e construção com containers

Os containers estão ficando cada vez mais populares e daqui a alguns anos não vai ser difícil encontrar um projeto com este elemento construtivo pela sua cidade. Tendência na arquitetura e construção, já mencionamos os prós e contras dos conteineres e selecionamos 10 lojas e restaurantes feitos com o material. Mas e quanto à construção?

Neste post você vai descobrir 8 dicas para construir com os módulos navais, reunindo tudo o que você precisa saber: do preço ao design.

Para inspirar seus projetos, ilustramos este guia com construções feitas de containeres, clique nas imagens de cada um para saber mais e confira o guia a seguir.

Sleeping Around: hotel em contêineres | Geoffrey Stampaert, Didier Opdebeeck e Ellen Wezenbeek
Sleeping Around: hotel em contêineres | Geoffrey Stampaert, Didier Opdebeeck e Ellen Wezenbeek

Design

Mais hype do que nunca, os containeres são sinônimo de design diferenciado, rapidez na construção e sustentabilidade. Mas isso não quer dizer que qualquer um possa morar em uma estrutura naval.

É importante visitar um container, seja arquiteto ou cliente, e sentir o espaço. Detalhes como a altura, dimensões dos módulos (detalhada no próximo tópico), podem confirmar ou repensar a decisão de construir com containers.

Nessa etapa é muito importante comparar a metragem ideal do projeto com a superfície que os containers oferecem, assim o profissional já define com quantos módulos deve trabalhar e as adaptações que devem ser feitas.

Layout e programa devem ser bem pensados e detalhados de antemão, de acordo com os códigos e regras de ocupação da região para que possam ser entregues durante a regulamentação. Este cuidado garante que projeto e execução estejam afinados.

Com este fator definido, passamos para a orientação do terreno e especificação de materiais. Considerando que os containers são feitos de aço – um forte condutor de calor, é importante aproveitar a orientação do terreno para garantir ventilação e insolação ideais, cogitando todos os módulos.

A escolha ou especificação de materiais é importante para manter o projeto sob controle. Sabendo quais revestimentos, isolantes e até mesmo o mobiliário a ser utilizado é mais fácil seguir o orçamento do projeto e evitar imprevistos. O bim.bon pode te ajudar nessa tarefa. Entenda.

Estação de Trem na Holanda | NL Architects
Estação de Trem na Holanda | NL Architects

Regulamentação

Os alvarás e licenças para uma construção de container são os mesmos de alvenaria, obtidos junto à prefeitura. No entanto, você pode enfrentar problemas em algumas cidades, já que trata-se de uma construção pouco usual.

Planos, elevações, topografia, rede de esgoto, energia e desenhos estruturais são os documentos básicos para começar.

Área, dimensões e empilhamento

A área do terreno deve ser capaz de comportar os containers, com espaço para as manobras dos guindastes que fazem a conexão entre os módulos.

Os containers são geralmente medidos em pés, variando em 20 e 40. Os de 20 apresentam as seguintes dimensões: 6 m x 2,4 m x 2,6 m de altura, enquanto os de 40 variam em 12 m x 2,4 m x 2,6 m, 12 m x 2,4 m x 2,9 m e 6 m x 2,4 m x 2,6 m de altura, dependendo da antiga função do container. Os que mantinham estruturas de refrigeração nas docas, por exemplo, costumam ser menores.

As unidades são pintadas com tinta anti-ferrugem e encaixadas através de um sistema de engate. Os conteineres podem ser combinados, basta cortar o piso, paredes ou teto para criar aberturas e novas conexões.

O limite de empilhamento costuma ser de 5 (1 + 4). Mais andares exigem cálculos estruturais adicionais, que complexificam a obra.

Restaurante em container | Softroom
Restaurante em container | Softroom

Fundação, terraplanagem e impermeabilização

A maioria das obras com containers dispensam fundações, o que também preserva a característica de mobilidade do projeto. Geralmente, a construção é apoiada em quatro pontos estruturais, as sapatas.

Veja também:  Pedras naturais em casa: saiba como utilizar

A terraplanagem é rápida e econômica. A maioria dos projetos construídos prevê um platô único, utilizando um sistema de compensação de corte (50 cm) e aterro (até 80 cm), que podem ser realizados em até um dia, com limpeza inclusa.

Como não há grandes movimentos de terra, o relevo natural do terreno é respeitado, preservando o solo e lençol freático. Com a construção de containers, 85% do terreno fica permeável, permitindo o escoamento da chuva. Para que o projeto seja ainda mais sustentável, um sistema de coleta da água da chuva pode ser instalado.

Mão-de-obra especializada também é exigida, tanto para operar os guindastes quanto no corte do metal para portas e janelas.

Port-a-Bach: casa container | Atelier Workshop
Port-a-Bach: casa container | Atelier Workshop

Cortes (janelas, portas, aberturas)

Em todos estes passos, a mão de obra tem que ser especializada, mas deve ser destacada no corte de janelas, portas e aberturas, já que comprometem a estrutura do container.

Todo recorte deve ser reforçado, geralmente com steel frame, senão os painéis ondulados que sustentam o container desabam. Colunas e vigas também serão necessárias dependendo do tamanho das aberturas e cargas do projeto.

A maioria dos revendedores costuma fazer as modificações antes de levar os containers para o terreno, e isso também define as dimensões das portas e janelas do projeto.

Recortes retangulares e em “L” costumam funcionar, mas é importante consultar um profissional antes propor modificações.

Banheiros Ecotransportáveis | SJ2A
Banheiros Ecotransportáveis | SJ2A

Instalações elétricas, hidrosanitárias e isolamento térmico

Feitos de aço, os containeres tem a característica de conduzir bem o calor, exigindo algum tipo de isolamento térmico. Há muitas opções no mercado, desde as mais comuns como lã de vidro, poliuretano, EPS às inovações ecológicas como o Isoft, feito de garrafa PET.

Estes isolantes são colocados em forma de “sanduíche” entre a estrutura e placas de cimento, OSB e até mesmo Dry-Wall. Nestes vãos também são instalados a fiação elétrica e canos hidrosanitários.

Revestimentos

Depois deste esquema de sobreposição de isolantes, canos, tubos e forro, o container está livre para receber a maioria dos revestimentos. Papel de parede, cerâmica, pastilha, compensado, madeira… É a hora de explorar os acabamentos no seu projeto.

Casa El Tiemblo | James & Mau
Casa El Tiemblo | James & Mau

Fonte: Hometeka

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *